Papelzinho

Depois do norte-americano de ontem, hoje rolou mais uma no hotel onde estou.
Entra um senhor bonachão no salão do café da manhã, abraça e beija efusivamente todos os funcionários. A senhora do omelete também ganha beijo (igualzinho o gringo de ontem), porém noto que ele distribui um papelzinho para cada um deles. Parece um hóspede antigo. Pensei: Será que ele está dando dinheiro?
Num determinado instante ele se dirige a uma atendente perto de mim. A senhora chega perto dele e pergunta: - Trouxe?
Ele sorri, acena afirmativamente com a cabeça e diz: - Cheguei ontem de Belém.
Ela sorri de volta com olhar ansioso. O senhor põe a mão no bolso da calça larga, tira um papelzinho e dá pra ela. Ele diz: - Tá abençoado.
Eles se beijam como se conhecessem há tempos. Ela sai andando e, quase do meu lado, beija o papel emocionada.
Eu não resisto, me levanto da cadeira, me posto do lado dela e descubro o segredo. Era a imagem de Nossa Senhora de Nazaré.